Uncategorized
by Gabriele on April 23, 2022

Magazine do Consumidor é confiável?

As compras online já são uma realidade há anos e hoje representam uma parcela significativa das vendas no Brasil – com 194 milhões de vendas online em 2020. No entanto, como muitas outras situações online, também exige cautela, principalmente verificando cuidadosamente se o site é seguro.

No ano passado, os casos de phishing (por exemplo, um golpe em que os fraudadores enganam as vítimas para que vazem seus dados por meio de sites falsos) aumentaram significativamente. Na ansiedade de aproveitar a oferta, a pessoa inseriu seus dados pessoais antes mesmo de verificar se o site era seguro.

Segundo a CNDL (Federação Nacional dos Lojistas), cerca de 12 milhões de brasileiros foram vítimas de golpes online somente em 2019.

Por isso, é muito importante manter seu site seguro ao fazer compras online.

 

Magazine do consumidor – o que é?

Magazine do Consumidor é confiável? ,

O Magazine do consumidor é um site especializado em venda de produtos eletroeletrônicos e de outros tipos, com garantia de preços baixos e entrega para todo Brasil.

Atualmente não é mais possível encontrar informações consistentes sobre as atividades do site, o que nos leva a crer que o mesmo não existe mais. Fato que pode ser comprovado com uma simples consulta ao Whois. Ao jogarmos o endereço www.magazinedoconsumidor.com.br o site não retorna nenhum resultado.

Magazine do Consumidor é Confiável?

Resposta simples e direta: não é confiável. Na verdade, não era confiável. Apesar de ser muito difícil encontrar informações sobre o site atualmente, em uma pesquisa pudemos constatar que a loja servia apenas como fachada para a aplicação de golpes contra os seus clientes.

O Magazine do consumidor utiliza o mesmo CNPJ de uma outra loja, também utilizada para golpes online. Esse CPNJ estava em nome de uma pessoa que, aparentemente, não fazia ideia de que seus dados estavam sendo utilizados dessa maneira.

Na época em que estava no ar, o site também já dava indícios de que não era confiável: o telefone informado para contato não existia. os selos de segurança utilizados no site eram todos falsos, sendo apenas imagens que não levavam a certificado algum.

Como não existem muitas informações sobre a “loja” atualmente, fica um pouco difícil ter a dimensão de quantas pessoas caíram nos golpes aplicados pelo site. Mas para que você não corra esse risco em suas próximas compras, separamos aqui algumas dicas que vão te ajudar a identificar se um site é confiável ou não.

  • Verifique a segurança do site: Antes de comprar qualquer coisa na internet, faça sua pesquisa, leia as resenhas e até veja o que eles têm a dizer no Reclame Aqui. Dessa forma, você pode ter uma ideia da reputação da marca, como é o atendimento ao cliente da empresa ou se existem outros tipos de avaliações.
  • Cuidado com cadeados e endereços de página: sites seguros usam criptografia digital – uma maneira de embaralhar as informações fornecidas (nome, dados do cartão etc.) As páginas protegidas geralmente têm as letras http e https (Hypertext Transfer Protocol Secure) e, em alguns navegadores, um ícone de cadeado aparece no início do endereço do site.
  • Confira o site da Axur: A Axur, empresa de monitoramento digital de ameaças, cria uma plataforma para ajudar a identificar sites falsos
  • Confira o site do Procon: O Procon-SP fornece uma lista de mais de 500 sites não confiáveis ​​há quase 10 anos. Vale a pena conferir lá antes de comprar.
  • Abra em uma guia separada: faça isso digitando o endereço diretamente no Google em vez de clicar no link que você encontrar (ou receber). Por exemplo, se for uma promoção e existir, aparecerá no site oficial da loja
  • Baixe aplicativos da loja oficial: a loja oficial exige que os desenvolvedores sigam os padrões de qualidade e segurança; embora não possam evitar problemas 100%, eles têm um sistema de relatórios para ajudar a controlar o que está disponível lá. Além disso, essas plataformas são mais aplicáveis: como resultado, aplicativos falsos que imitam o aplicativo original de uma empresa ou organização são frequentemente banidos.
  • Verifique as informações da página: Se as informações do site da loja não estiverem organizadas, parece ser feito às pressas, há muitos erros gramaticais e imagens
  • É muito importante ficar atento às informações sobre a entrega da mercadoria. Sites confiáveis ​​são claros sobre: ​​custos de envio, tipo de embalagem, métodos e prazos de envio, o que fazer se o produto chegar danificado ou não entregue. Esses dados devem estar disponíveis. Em caso de problemas, a empresa é responsável de acordo com a sua política de entrega.
  • Nunca insira sua senha de cartão de crédito, senha de e-mail ou outras informações pessoais em campos que não sejam específicos de cada campo e nunca forneça sua senha por telefone.Se você precisar se cadastrar para fazer compras, escolha uma senha forte e segura e evite palavras, números e sequências que já são usadas em outros sites.
  • Durante o processo de finalização da compra e após a confirmação da compra, vale manter qualquer comunicação por e-mail ou chat  entre você e o site da loja. Se algo der errado ao longo do caminho,  as conversas lhe dão a oportunidade de provar o que foi acordado.
  • Preste muita atenção aos detalhes e contexto em que você recebe mensagens via Whatsapp ou e-mail. Um serviço que você não utiliza ou algum amigo te enviou uma mensagem de uma conta ou perfil estranho? O texto parece suspeito, contém erros ortográficos ou falta a entonação que seria necessária no contexto em que se encontra? Se você suspeitar ou suspeitar das mensagens que recebeu, certifique-se de verificar a veracidade dessa mensagem por meio de outros canais: ligue para o gerente do seu  banco para confirmar que este e-mail   é legítimo, entre em contato com seu familiar ou amigo , que você suspeita ser costumava atraí-lo para o golpe da Internet para confirmar  que eles lhe enviaram a mensagem. O cuidado é bem-vindo.

Se a mensagem for de uma pessoa, serviço ou indivíduo desconhecido, considere se esse contato faz sentido. Por exemplo, a maioria dos serviços online normalmente não envia solicitações não solicitadas para alterar sua conta ou clicar em links sem primeiro notificá-lo por meio de comunicação comum.

 

Trate anexos e links com muita cautela e suspeita, é geralmente evite abri-los sem antes confirmar que o remetente é quem diz ser, principalmente se você  não solicitou links ou se a entrega não foi agendada.

 

  • A maioria das compras online são feitas com cartão de crédito. Na página solicitada, o consumidor preenche os campos com nome completo, número do cartão, código de segurança (CVV) e prazo de validade. Uma forma de evitar dores de cabeça futuras (quando a plataforma utilizada para compras não  é segura) é sempre comprar online com cartão virtual. Vários bancos e instituições financeiras disponibilizam a possibilidade de fazer uma cópia pelo aplicativo (no caso do Nubank). É sempre preferível para compras online, caso tenha algum problema, basta bloqueá-lo e criar um novo cartão sem comprometer o cartão físico, pois os dados  acima são diferentes.

 

 

Essas são apenas algumas dicas que podem te ajudar a  ter experiências mais tranquilas com compras pela internet, evitando assim cair em golpes de sites que não são confiáveis.

Mas se, mesmo após ler e seguir todos os passos acima você for vítima de um golpe desses sites maliciosos, como o Magazine do Consumidor, confira essas dicas de como agir para tentar conter o prejuízo.

 

  • Reúna evidências sobre os eventos ocorridos: É importante reunir evidências de que você foi vítima de cibercrime, que podem ser capturas de tela, conversas salvas em aplicativos de mensagens ou e-mails. Mantenha esses arquivos em um local seguro onde você não possa perdê-los.
  • Obtenção de provas do golpe: É importante registrar provas e provas dos crimes cometidos. Algumas empresas oferecem serviços de registro online para credenciais, como B. Verifact e OriginalMy.
  • Registre uma ata notarial se possível: em um cartório, leve os documentos acima recolhidos e registre uma escritura notarial. A escritura notarial declara a veracidade dos documentos e fatos digitais para que possam servir de prova em um eventual julgamento
  • Fraude virtual: denuncie à polícia. Leve as provas coletadas na escritura notarial a uma delegacia de polícia e denuncie a denúncia do caso para dar início às investigações. O ideal é que essa denúncia seja formalizada em uma delegacia especializada em crimes cibernéticos, presente em algumas das principais cidades de vários estados brasileiros. Se você não estiver próximo a uma delegacia especializada, a denúncia pode ser feita em qualquer delegacia.

 

Pronto. Agora você já sabe que a Magazine do Consumidor não é confiável, por se tratar de uma loja que aplicava golpes em seus cliente, além de saber também como identificar essas lojas, sites e serviços que são seguros e o que deve fazer caso caia em algum golpe.

Para mais informações como esta, é só continuar nos acompanhando.

Comments (0 comment(s))